Categoria: Mercado

Primeiro leilão da Oferta Permanente da indústria de petróleo e gás

Com esse arremate, restam ainda, ao Brasil, 268 contratos de exploração

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou, recentemente, a sessão pública do 1º Ciclo da Oferta Permanente. Foram arrematados 33 blocos, nas bacias Sergipe-Alagoas, Parnaíba, Potiguar e Recôncavo, e 12 áreas com acumulações marginais, nas bacias Potiguar, Sergipe-Alagoas, Recôncavo e Espírito Santo. Para os blocos exploratórios, o bônus total arrecadado foi de R$ 15,32 milhões (ágio médio de 61,48%) e há previsão de R$ 309,8 milhões em investimentos. Já para as áreas com acumulações marginais, o bônus total foi de R$ 6,98 milhões (ágio de 2.221,78%), com previsão de R$ 10,5 milhões em investimentos. Saiba mais!

Primeira sessão pública de oferta permanente já tem data

A Oferta Permanente consiste na oferta contínua de campos devolvidos (ou em processo de devolução) e de blocos exploratórios ofertados em licitações anteriores e não arrematados ou devolvidos à agência

Acontece, no dia 10 de setembro, a primeira sessão pública da Oferta Permanente, a partir das 10 horas, no Hotel Guanabara, no Centro do Rio de Janeiro ( RJ). Serão ofertados 273 blocos exploratórios e 14 áreas com acumulações marginais. Os blocos exploratórios estão localizados nas bacias de Parnaíba, Potiguar, Recôncavo (terra), Sergipe-Alagoas (terra e mar) e Campos (mar). E as áreas com acumulações marginais, nas bacias do Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo e Sergipe-Alagoas (terra). Saiba mais!



Sabesp e prefeitura de Santo André anunciam início de obras para ampliar abastecimento

Os trabalhos devem começar nesta semana, com previsão de atender mais 400 mil pessoas

A  Sabesp  e  a  prefeitura  de Santo André pretendem por fim à falta d’água que afeta muitas regiões da  cidade. As obras devem custar  R$  21 milhões e atender bairros como Erasmo Assunção,   Camilópolis,  Parque  América,  entre  outros.

 

Morre Júlio Bueno

Júlio Bueno, ex-secretário de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, morreu na manhã do último domingo (18) em casa, na capital fluminense. Ele foi vítima de um infarto fulminante. Bueno tinha 64 anos e deixa dois filhos e três netas.

‘’Conheci Júlio Bueno em uma das minhas primeiras missões da Abendi, em 1981, quando iniciei minhas atividades na associação. Era o mês de setembro e me solicitaram participar da revisão de uma guia do IBP, de inspeção, eu, como Abendi, e ele, como Petrobras. Ele era, então, examinador no Sequi, sendo daquela primeira turma de examinadores. Elaboramos esse documento e, a partir daí, nasceu um relacionamento de amizade, me deixando muito honrado em manter esse laço por tanto tempo. Júlio era carioquíssimo, e sempre se preocupada em voltar a Rio de Janeiro, sua terra de origem, embora gostasse muito de São José dos Campos. Fluminense fanático, torcedor do Flu, ele, inclusive, disputou a presidência do clube  e quase ganhou, era a sua grande paixão. Depois do Sequi, ele voltou ao Rio, trabalhou na Área da Qualidade, foi para a Inglaterra, se especilizou, voltou e iniciou uma carreira de Governo. Foi diretor da qualidade, presidente do Inmetro e da BR Distribuidora e, posteriormente, se tornou secretário de estado do Espírito Santo e também do Rio de Janeiro. Mente brilhante, pessoa extremamente ativa, muito inteligente. Recebo com muito pesar e grande desolação a notícia do seu falecimento. Um forte abraço, meu querido amigo Júlio.

João Conte, diretor executivo da Abendi.

%d blogueiros gostam disto: