Governo tem pressa em leiloar a Norte-Sul

A expectativa da ANTT é publicar o edital no segundo trimestre de 2018

O Governo Federal deu mais um passo em direção a concessão de um trecho de 1,5 mil quilômetros da Ferrovia Norte-Sul (FSN). Com os parâmetros do leilão balizados, o mercado questiona agora as projeções de movimentação de cargas no trecho.
De acordo com a portaria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), publicada recentemente no Diário Oficial da União (DOU),  a concessão será dada ao grupo, nacional ou estrangeiro, que oferecer maior outorga. Também fica definido que a estrutura será de subconcessão, uma vez que a estatal Valec é atual concessionária do trecho.  Definidas essas questões, o Plano de Outorga deverá ser aprovado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC). Após isso, serão encaminhados os Estudos Técnicos e os Documentos Jurídicos para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) para que, posteriormente, sejam publicados no site da ANTT e submetidos a audiência pública.