Evite acidentes: inspecione, regularmente, cestas aéreas e guindastes!

A Norma Regulamentadora (NR-12), no Anexo 12, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), faz uma série de exigências aplicáveis à construção e manutenção de cestas aéreas e guindastes com cesto acoplado. Além disso, a lei ainda determina a realização de ensaios e inspeções regulares nesses dois equipamentos de guindar, destinados à elevação de pessoas para a realização de trabalho em altura. Com a publicação do texto, o principal objetivo do MTE foi reduzir o número de acidentes. Atenta a essa realidade, a Abendi realiza a certificação de pessoas num dos métodos, de Ensaios Não Destrutivos (ENDs), mais empregados para verificar a integridade dessas estruturas: a Emissão Acústica (EA), capaz de detectar descontinuidades nos equipamentos, por meio de ondas sonoras, emitidas por eles, após serem submetidos a uma carga de tensão. Vale destacar que existem duas normas ABNT sobre o assunto: NBR 16601:2017 e NBR 16593:2017.

O processo de certificação em EA da Abendi está aberto para formar Níveis 1,2 e 3.  Lembrando que o N1 deve demonstrar competência na realização de um ensaio de acordo com as instruções escritas e sob a supervisão de uma pessoa certificada como Nível 2 ou 3, realizando, registrando e classificando os resultados do END com base nos critérios de aceitação. Já o N2, além da atribuição já mencionada, tem uma gama de atividades mais extensa, como analisar os resultados, preparar e verificar ajustes do equipamento, definir limites de aplicação, etc. O N3, entre outras atividades, com ênfase em elaboração de procedimentos, assume inteira responsabilidade por uma instalação de ensaio, um Centro de Exames de Qualficação (CEQ) e pelo pessoal envolvido nos ENDs. Mais informações, clique.